Semana da Igualdade Racial Mestre Moa do Katendê encerra Novembro Negro da Bahia

Date
Categoria
Novembro Negro

Acontece nesta quarta (24) e quinta (25) a Semana da Igualdade Racial Mestre Moa do Katendê, encerrando a programação do Novembro Negro da Bahia. Estarão reunidos ativistas do movimento negro, gestores públicos e lideranças dos povos e comunidades tradicionais, com o objetivo de debater, propor e fortalecer políticas afirmativas. O evento, que é realizado pela Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Estado (Sepromi), homenageia uma das mais principais personalidades da cultura afro-brasileira e da capoeira, morto em 2018, na capital baiana.

As atividades serão abertas na quarta-feira (24), às 9h, no Novotel Rio Vermelho, de forma presencial, quando será apresentado um balanço de 15 anos de políticas de promoção da igualdade racial na Bahia, além de posse dos colegiados vinculados à secretaria e lançamento da Plataforma GESPIR, voltada às gestões municipais das políticas afirmativas. O momento também contará com intervenção cultural. À tarde acontecem reuniões ordinárias com sociedade civil e poder público.

Na quinta-feira (25), segundo dia de programação, o evento acontece no formato virtual, através de através de salas na plataforma Zoom, das 14 às 17h. Estão previstos encontros dos membros que compõem o Sistema Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Sisepir).

Dentre os presentes na Semana Mestre Moa estão representantes do Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra (CDCN), Fórum de Gestores Municipais de Promoção da Igualdade Racial, Conselho para a Sustentabilidade dos Povos e Comunidades Tradicionais (CESPCT), órgãos da Rede de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa e Centro de Referência Nelson Mandela.

Novembro Negro – As atividades integram o Novembro Negro da Bahia, calendário pioneiro de mobilizações do movimento negro que homenageia heróis e heroínas da luta do povo negro, a exemplo do líder quilombola Zumbi dos Palmares. Tradicionalmente, ao longo deste mês, acontecem caminhadas, seminários, rodas de diálogo, campanhas, programações culturais, dentre outras atividades.

 

 

Fonte: Ascom/Sepromi