Atos de aposentadoria do Estado começam a ser gerados no RH Bahia

Date
Categoria
RH Bahia

A Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb) está ampliando o grau de automatização dos processos de aposentadoria de servidores estaduais por meio do RH Bahia, o novo sistema informatizado de gestão de Recursos Humanos do Estado.  Deste o último dia 25 de outubro, três dos principais tipos de aposentadoria do Estado (Reforma por Idade, Reserva a Pedido e Aposentadoria Voluntária) passaram a ser processados no novo software, do lançamento para geração do ato até o envio das informações para viabilizar a publicação no Diário Oficial do Estado (DOE).

A iniciativa é resultado de um esforço conjunto das equipes do RH Bahia, Superintendência de Previdência do Estado (Suprev) e Empresa Gráfica do Estado da Bahia (Egba).  “A mudança traz um ganho importante em termos de controle para os nossos processos”, afirma a coordenadora de Benefícios de Inativos da Suprev, Ruth Lopes, ressaltando que os três primeiros tipos de atos contemplados até o momento representam juntos mais de 80% dos processos de aposentadoria do Estado. “A partir de agora, nosso esforço irá se concentrar nos ajustes necessários para permitir que a medida se estenda também às outras oito modalidades de atos de aposentadoria do Estado”, revela.

O trabalho realizado até agora envolveu a revisão pela Suprev dos três tipos de atos e suas rotinas dentro do novo sistema informatizado e o acompanhamento (com operação assistida) de todo o fluxo de envio de dados, além das modificações de layout e configuração implementadas pela equipe do RH Bahia. Antes desde trabalho, o lançamento dos atos era realizado manualmente pela Suprev por meio de uma ferramenta adotada pela Empresa Gráfica da Bahia (Egba), o Fluig. Só depois da publicação dos atos pela Egba no Diário Oficial do Estado, as informações eram cadastradas no RH Bahia. 

“A mudança é uma evolução, que traz mais segurança ao fluxo das informações no software”, afirma a consultora técnica Adriana de Jesus (Prodeb), que integra a equipe do RH Bahia responsável pela iniciativa. “No futuro, o Fluig não será mais necessário: as alterações estão permitindo uma automatização de ponta a ponta, desde o momento em que o ato é aprovado até sua repercussão na folha de pagamento do Estado”, resume Evaldo Queiroz, coordenador de AMS, o serviço de sustentação ao sistema prestado ao Estado pela empresa contratada Resource. Vale ressaltar, no entanto, que as etapas iniciais do processo de aposentadoria, que demandam trâmite de documentos, são executadas por meio do SEI Bahia, o sistema informatizado de gestão de processos e documentos do Poder Executivo Estadual.